5 conselhos ao motorista iniciante: O que você precisa saber para andar de moto com segurança

03/10/2017
5 conselhos ao motorista iniciante: O que você precisa saber para andar de moto com segurança

Andar de moto com segurança preconiza que o motorista respeite as leis, crie intimidade com seu veículo e tome atitudes defensivas no trânsito.

Sabemos que uma moto pode ser uma opção de compra irresistível. E os aspectos racionais dessa aquisição não deixam dúvidas quanto a isso.

Preço acessível, manutenção mais barata e um menor gasto de combustível, são realmente qualidades muito tentadoras. Ainda mais em períodos onde a economia está em recessão.

Se somadas aos apelos emocionais envolvidos no ato de dirigir uma moto, estes atributos se tornam ainda mais instigantes.

Há quem diga, inclusive, que andar de moto pode trazer felicidade.

Seja por hobbie ou questões econômicas, andar de moto com segurança exige conhecimento, habilidades e muita atenção.

O trânsito envolve muitas questões, e diversas situações podem colocar a vida em risco.

Ninguém está livre delas, é verdade. Mas quem anda de moto precisa estar ciente de que está mais vulnerável em caso de acidentes.

Também é certo de que a inexperiência pode agravar estes riscos.

O bom é que esse processo tem um curto prazo de validade. Quanto mais se aprende e se pratica, melhor pode ser a desenvoltura do motociclista nas ruas.

Para facilitar a vida do motorista iniciante listamos 5 conselhos importantes. Eles ajudarão a ampliar sua bagagem de conhecimento, para que na prática, você possa andar de moto com segurança. Acompanhe!

Faça bom uso dos equipamentos

A legislação para motociclistas no Brasil exige o uso do capacete. Entretanto, o bom senso recomenda que outros equipamentos sejam incorporados à sua lista de prioridades.

Luvas, calçados de cano alto, calça e jaqueta com proteção nos pontos cruciais são itens interessantes e podem aumentar a proteção em caso de queda e acidentes.

Mas também não precisa exagerar. Além de protetivos estes itens devem ser confortáveis, permitir que suas manobras fluam naturalmente e não anulem a sensibilidade das mãos e dos pés.

Ainda sobre o tema equipamentos. Dê preferência a trajes com cores chamativas, use coletes com faixas de material refletivo e jamais descuide das lâmpadas da sua moto.

Tenha sempre lâmpadas de reserva e aprenda como fazer a troca. As regras básicas para uma boa visibilidade dependem do uso correto destes equipamentos.

Crie intimidade com sua moto

Conhecer bem o seu veículo é um ponto importante também para iniciantes que desejam andar de moto com segurança.

Especialistas indicam que quanto mais integrados, homem e máquina estiverem, formando um único conjunto, mais fácil e seguro será para o motociclista fazer mudanças de direção, curvas acentuadas ou frear sua moto.

Em outras palavras. Quanto maior a intimidade e o conhecimento sobre o funcionamento dos componentes e sobre como sua moto reage nas ruas, mais você se adaptará a ela e ficará menos vulnerável aos acidentes.

Neste ponto, entender como funciona o freio da sua moto é uma habilidade essencial.

Faça testes em um pátio ou estacionamento vazio, e repita fazer a frenagem em baixa velocidade, alternando os freios dianteiros e traseiros até entender como cada um atua.

Você verá que encontrará melhores resultados se aplicar, em média, 70% da força de frenagem na dianteira, e deixar o freio traseiro como coadjuvante, na função de equilibrar a moto na desaceleração.

Cuide do seu posicionamento na pista

Motos, em geral são veículos pequenos, o que pode dificultar que os outros usuários da via as vejam.

Por isso, toda a atenção quando ao seu posicionamento nas vias é fundamental para andar de moto com segurança.

Ver e ser visto é uma premissa básica em trânsito, e cai muito bem ao motorista iniciante.

Você vai ver que os espelhos retrovisores serão grandes aliados neste processo. Ao cruzar seu olhar com os olhos do outro motorista você certificará de que ele também estará te vendo.

Manter uma distância segura – cerca de 12 a 15 metros do veículo à sua frente – é outra regra de ouro para o motociclista.

Fora isso, mantenha-se atento aos movimentos do trânsito e a possíveis objetos que possam estar soltos na estrada. Desvie deles com segurança.

Sinalize seus movimentos para andar de moto com segurança

Usar o pisca alerta é fundamental para todos os motoristas, em especial quando a intenção é andar de moto com segurança.

Seja para sinalizar uma mudança de faixa, para entrar em uma via transversal, fazer uma conversão, não importa, usar o pisca-pisca para sinalizar sua intenção de movimento é uma atitude prudente e obrigatória por lei. Habitue-se também em desligar o alerta.

Ainda assim, você pode se deparar com atitudes imprudentes no trânsito. Ser fechado em trânsito é um exemplo disso.

Não vale esbravejar, irritar-se ou buzinar. Pense na sua proteção. De forma defensiva, garanta o controle da sua moto e siga adiante.

Não peque por excesso de confiança

É importante que, mesmo com o passar do tempo, por mais intimidade e experiência que você tenha ao pilotar sua moto você não se deixe levar pelo excesso de confiança.

Este sentimento é um dos grandes vilões para que acidentes aconteçam.

Não importa quantas cilindradas tem sua moto. Um erro, mesmo que pequeno, pode custar uma vida. Por isso, atitudes defensivas e cautela ao dirigir são sempre boas recomendações.

Seguindo estes conselhos, você verá que é possível andar de moto com segurança.

Priorize a vida, seja conhecedor da legislação, cumpra as leis e respeite os outros veículos para poder curtir na totalidade os prazeres e os benefícios que pilotar uma moto podem te trazer.

Fonte: Icetran - Instituto de Certificação e Estudos de Trânsito e Transporte.

Comente isso! Comentar

  • Não existem comentários ainda, clique em comentar e seja o primeiro!