Parlamentares debatem segurança viária em Londres

Parlamentares debatem segurança viária em Londres

Deputado Hugo Leal (PSB-RJ) presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito Seguro.

O deputado federal Hugo Leal (PSB/RJ) é o único representante da América Latina no Workshop Internacional sobre Segurança no Trânsito que reúne mais de 50 parlamentares de todos os continentes em Londres, em evento promovido pela Organização Mundial de Saúde e pela Fundação Towards Zero - entidade britânica pela redução dos acidentes. "Estamos tendo a oportunidade de conhecer experiências de sucesso na redução de acidentes, além de debater as diferentes legislações", afirma Hugo Leal, presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito Seguro.

Parlamentares de Austrália, Reino Unido, França, Portugal, Bélgica, Nepal, Nigéria, Tanzânia, Filipinas, Luxemburgo, Tailândia, Camboja, Armênia, Egito, Arabia Saudita, Japão e Canadá participam do encontro que foi aberto por Sua Alteza Real Príncipe Michael de Kent, patrono da Fundação Towards Zero (A caminho do Zero) e primo da Rainha Elizabeth II e por Barry Sheerman, chairman do Conselho Parlamentar para Segurança no Transporte do Reino Unido e membro do Parlamento. 

Depois da abertura, Etienne Krug, diretor da OMS para Prevenção de Deficiências, Violência e Lesões, falou sobre a situação da Segurança Global no Trânsito, lembrando que mais de 1 milhão de vidas são perdidas anualmente em acidentes nas vias e estradas. Krug explicou também as ações desenvolvidas pela OMS para tornar o trânsito mais seguro, inclusive o pacote de políticas Salvar Vidas. Foi apresentado em seguida o relatório do Fórum Internacional de Transporte: Zero mortes e lesões sérias no trânsito - Liderando uma mudança de paradigma para um sistema seguro, em palestra proferida pelo diretor do  ITF (Fórum Internacional de Transporte), Ian Cameron. François Bausch, ministro de Desenvolvimento Sustentável e Infraestrutura de Luxemburgo, encerrou a primeira parte do encontro com uma apresentação sobre a experiência do país europeu na redução do número de vítimas no trânsito.

Comente isso! Comentar

  • Não existem comentários ainda, clique em comentar e seja o primeiro!