Hugo Leal debate propostas e soluções para a segurança do trânsito

Hugo Leal debate propostas e soluções para a segurança do trânsito

O deputado federal Hugo Leal (PROS-RJ) participou nesta sexta-feira (30/05) do simpósio Trânsito no Brasil – Identificação, Análise, Diagnóstico e Ações, que discutiu cenários e propostas para reduzir as estatísticas de mortes ao volante. O evento foi promovido pelo Observatório Nacional de Segurança Viária e teve lugar Hotel Atlântico Business – no Centro do Rio.

 Os debates abordaram temas ligados à segurança do trânsito, como a Lei Seca, a infraestrutura viária e a fiscalização do poder público. Além de mostrar um panorama das leis em vigor no país - relacionadas aos pilares Fiscalização, Infraestrutura Viária, Educação e Saúde - o encontro reforçou a importância da adoção da segurança no trânsito como política de Governo.
 

Hugo Leal participou do painel "As políticas públicas de segurança viária e a estrutura legislativa do Sistema Nacional de Trânsito". O parlamentar ressaltou que todos os temas relacionados ao trânsito e ao transporte precisam ser debatidos, tanto pelos órgãos e autoridades responsáveis quanto pela sociedade. “Este é um assunto que tem que ser colocado em pauta não somente ao longo de uma única semana, como acontece todos os anos, mas durante todos os dias do ano”, disse o deputado.

 Segundo Hugo Leal, o trânsito precisa ser tratado com leis e fiscalizações eficientes, e não produzindo o resultado lesão, acidente e morte como eficácia. “Acidentes vão ocorrer. O que não pode acontecer são os assassinatos no trânsito. Temos que acabar com os homicidas do trânsito, que são aqueles que invariavelmente praticam absurdos que acabam levando a essa tragédia”, afirmou.

O deputado destacou também a importância de eventos como este para avançar nas propostas que aperfeiçoem a política de trânsito no Brasil com o objetivo de salvar vidas.  Ele explicou ainda que falta no País um programa de gestão para tornar as campanhas e programas nacionais integradas. “Se queremos menos mortes, temos que começar a agir. Nós temos uma legislação federal. Agora precisamos de uma ação que seja federal, estadual e municipal, e que seja uniforme, todo mundo cuidando de um assunto só: a redução dos acidentes”, concluiu o deputado.

 

Comente isso! Comentar

  • Não existem comentários ainda, clique em comentar e seja o primeiro!