Final de ano exige paciência e cautela no trânsito

Final de ano exige paciência e cautela no trânsito

 

Final de ano exige paciência e cautela no trânsito

Os cuidados são bem conhecidos e precisam ser apenas lembrados, diz especialista

 

Fonte: Assessoria de Imprensa Perkons

Mariana Simino

Com a proximidade do final de ano há mais consumidores indo e vindo das compras de Natal, o que torna o trânsito, principalmente das grandes cidades, ainda mais complicado. Nas rodovias, também é possível notar grande aumento na frota de veículos, já que muitos aproveitam as festividades de final de ano para visitar familiares e viajar a passeio. Com mais veículos trafegando os usuários ficam mais expostos aos riscos de acidentes. Portanto, a direção defensiva deve ser levada a sério e a paciência exercitada para garantir respeito e gentileza.

Estresse acumulado e irritabilidade com os congestionamentos deixam os motoristas mais nervosos, o que significa um comportamento mais agressivo na direção e, logo, menos segurança e controle do veículo. “Somam-se ao cansaço, as chuvas típicas de verão, as preocupações com a localização de vagas para estacionar e para organizar o tempo e a lista de compras em lojas cheias. Logo, o melhor é sair de casa consciente dos problemas de tráfego que enfrentará. Buscar os horários com menor movimento, procurar rotas alternativas e deixar o estresse de lado”, sugere a especialista em trânsito, Idaura Lobo Dias.

Também há transtornos para os pedestres, e por isso eles devem estar mais atentos. “O transporte público estará mais cheio e os atrasos são comuns. Além de cautela e atenção, é necessária a percepção de que o trânsito é um ambiente em que as condutas individuais têm efeito sobre todos que estão transitando. São cuidados já conhecidos por todos e precisam ser apenas ser lembrados”, destaca.



Para contribuir com a mobilidade nesta época do ano, as dicas de Idaura são planejar e antecipar as compras, para evitar as enormes filas nos shoppings e áreas comerciais e, se possível, comprar pela internet ou no comércio do seu bairro e redondezas, para evitar longos deslocamentos e reduzir os engarrafamentos. Também é possível optar por fazer compras com amigos, vizinhos ou a família, praticando a carona solidária. “Se for inevitável se descolar para locais mais movimentados, não pare em fila dupla, sobre a faixa de pedestres ou bloqueie cruzamentos para aproveitar o sinal ou faça conversões proibidas como forma de atalho. São exemplos de condutas comuns e que só prejudicam a mobilidade”, afirma.

Atenção e respeito aos limites de velocidade evitam acidentes nas rodovias

As viagens devem ser realizadas com planejamento sempre que possível, para que não haja atrasos ou pressa para chegar ao destino. De acordo com a especialista da Perkons, antes de enfrentar a estrada, é necessário fazer a manutenção preventiva do veículo. Já na hora de viajar, é preciso atenção à documentação - do veículo e do condutor - e acomodar a bagagem de maneira segura para que não prejudique a visibilidade do motorista e/ou gere riscos para os passageiros. “Além disso, é essencial respeitar a sinalização e trafegar na velocidade regulamentada. Não deixe de usar o cinto de segurança e a cadeirinha, no caso das crianças. São medidas de segurança que devem ser tomadas em todas as viagens para e minimizar as consequências dos acidentes”, alerta. 

Idaura lembra que a velocidade aumenta a gravidade dos acidentes. Estudos mostram que quanto mais elevada a velocidade maior é a possibilidade de perda do controle do veículo, menor é o tempo disponível para reação e maior é a distância percorrida até a frenagem total. A 32km/h a distância de frenagem é de 12 metros, já a 112km/h a distância aumenta para 96 metros. 

- See more at: http://www.perkons.com.br/pt/noticia/1582/final-de-ano-exige-paciencia-e-cautela-no-transito-#sthash.DPLQPppQ.dpuf

Comente isso! Comentar

  • Não existem comentários ainda, clique em comentar e seja o primeiro!