DENATRAN obriga cinto de segurança e encosto de cabeça para todos os carros até 2020

DENATRAN obriga cinto de segurança e encosto de cabeça para todos os carros até 2020

DENATRAN obriga cinto de segurança e encosto de cabeça para todos os carros até 2020

Além dos dispositivos, carros e utilitários deverão ter pelo menos um ponto de ancoragem Isofix para cadeirinhas infantis

Fonte: Revista Auto Esporte

02/02/2015 16h18 - atualizado às 19h49 em 02/02/2015

Cintos de 3 pontos e encostos de cabeça serão obrigatórios em todos assentos até 2020 (Foto: Oswaldo Palermo)

O Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) publicou nesta segunda-feira (2) no Diário Oficial da União uma resolução que obriga a presença de cintos de segurança de três pontos e encosto de cabeça para todos os assentos de veículos fabricados a partir de 2020. No caso de projetos novos ou importados, a determinação entra em vigor a partir de 2018. Além disso, a nova norma obriga também que carros e utilitários ofereçam ao menos um ponto de fixação Isofix para cadeirinhas infantis. O Denatran exigirá também novos procedimentos de testes para os itens.

De acordo com o órgão, em assentos do tipo “2+2”, em que não há lugar para passageiro central, ou nos modelos conversíveis, o uso do encosto de cabeça nos bancos traseiros é facultativo. Em automóveis, caminhonetas e utilitários que possuam apenas uma fileira de bancos, o Isofix será dispensado, já que é proibido transportar crianças em cadeirinhas nos assentos dianteiros. Confira abaixo outras determinações.

Novas regras para cintos de segurança entram em vigor a partir de 2020 (Foto: Reprodução)

Em nota, o presidente da Anfavea, Luiz Moan Yabiku Junior, comentou que as regulamentações determinadas são positivas e representam benefício aos consumidores: “Esta resolução foi uma sugestão da Anfavea, editada depois de várias reuniões técnicas com equipes do Denatran e da nossa entidade, que contaram inclusive com a presença do presidente do Contran e diretor do Denatran, Dr. Morvam Cotrim Duarte”, disse.

O cinto de segurança de três pontos tem maior eficiência pois prende o passageiro com uma alça peitoral, além da já existente abdominal. Hoje, a maior parte dos fabricantes opta por oferecer cinto de segurança apenas abdominal, ou seja, de uma "faixa" só, no assento traseiro intermediário. Vale lembrar que não será necessário levar seu veículo às concessionárias para instalação dos itens caso ele não esteja em conformidade com as novas exigências. Confira a resolução na íntegra aqui.

Comente isso! Comentar

  • Avatar de antonio carlos gomes
    por antonio carlos gomes dia 28/02/14 às 14:48

    boa tarde na maioria das cidades a sinalizaçao de transito e feita por pessoas despreparadas eque nao possue nenhum conhecimento no assunto.

    Responder